Ligue (11) 3815-8877 ou 3032-7055

Tese Doutorado – Climas organizacionais positivos, relação ótima em equipa e compromisso organizacional – Prof Dra. Joceli Drummond

Tese Doutorado

Climas organizacionais positivos, relação ótima em equipa e compromisso organizacional

Prof Dra. Joceli Drummond

Palavras-chave:  Clima autentizótico; Comprometimento Organizacional; Relações ótimas em equipa

Este estudo foi desenvolvido considerando-se as teorias sobre o clima autentizótico nas organizações, a relação ótima em equipa e o comprometimento organizacional. Os pressupostos filosóficos dessa investigação estão pautados pela perspectiva da abordagem psicológica humanista e positiva, como o prazer de trabalhar, o bem estar dos profissionais envolvidos e, os resultados positivos da organização. Para isso, recorreu-se a: conceitos teóricos sobre o clima positivo nas organizações, suas influências nos empregados, especificamente o Clima Organizacional Autentizótico (COA); o Comprometimento Organizacional (CO) e a importância do comprometimento afectivo para os resultados das organizações, bem como para a saúde dos profissionais. Também é estudada a Relação Ótima em Equipa, seu impacto na saúde do trabalhador, incluídos os conceitos de flow (fluxo), de peak performance e de peak experience. A importância do conceito COA para as organizações é que o mesmo revela o quanto a saúde do trabalhador traz benefícios tanto para a obtenção dos resultados socioeconómicos quanto para o bem estar do trabalhador. Nesse mesmo raciocínio o COA também é importante para o CO, especificamente na dimensão afectiva, pois esta leva a melhorias organizacionais e individuais. Já existem estudos no Brasil que suportam a relação entre os dois conceitos acima citados. Ainda em relação ao COA, pode ser dito que a relação ótima em equipa (ROE) é beneficiada por ele, pois quanto mais uma organização é autentizótica melhor são as relações em equipa. As ROE, especificam a relação entre a pessoa, o trabalho e a equipa, e o COA é uma plataforma para criar condições para este tipo de relação. Pretendeu-se assim com esta tese contribuir das seguintes formas para o conhecimento científico: 1) Verificar se a Escala de Relação Ótima em Equipa (EROE) se comporta da mesma forma no Brasil e em Portugal; e 2) Se a Relação Ótima em Equipa (ROE) medeia de forma positiva a relação entre o Clima Organizacional Autentizótico (COA) e o Comprometimento Organizacional (CO). Os resultados do estudo 1 indicam que a EROE apresenta um bom ajuste na amostra brasileira, tendo sido obtidos os seguintes resultados: para os valores dos índices Holter .05 = 196 e Holter .01= 204, CFI = .87, NFI = .82, TLI = .84 e RMSEA = .06. Os resultados do estudo 2 suportam a hipótese de que existe de facto um efeito mediador da relação ótima em equipa entre o clima organizacional autentizótico e o comprometimento organizacional, com efeito estatisticamente significativo. O clima organizacional autentizótico explica 10% da variância do fluxo no trabalho em equipa (R 2 = .10) e o efeito combinado do clima organizacional autentizótico e do fluxo no trabalho em equipa explicam 18% da variância do comprometimento organizacional (R 2 = .18).

http://repositorio.ual.pt/handle/11144/2551

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Compartilhe: